Comunicado | Direção CD Aves

Face às notícias vindas a público durante o dia de hoje, e após um conjunto de reuniões com o Presidente da Liga Portugal, Pedro Proença, com as Diretoras-Executivas da Liga Portugal, Helena Pires e Sónia Carneiro, o Diretor de Conteúdos e Media da Liga Portugal, Tiago Madureira, o Diretor Jurídico da Liga Portugal, Paulo Roseira e com o Presidente da SAD, Wei Zhao e a acionista da Galaxy Believers, Estrela Costa, o Clube Desportivo das Aves, na pessoa do seu Presidente, António Freitas, vem dizer que:

  1. Foi com enorme surpresa que recebeu a informação – conhecida através da imprensa – de que a equipa profissional de futebol pode não reunir condições para marcar presença no jogo da 34ª e última ronda do campeonato, diante do Portimonense SC.
  2. Se demarca totalmente desta decisão.
  3. Considera deploráveis e descabidas as razões apontadas para esta tomada de posição, que em nada defende a verdade desportiva.
  4. A não comparência ao jogo, figurando num quadro de desistência da competição, pode trazer consigo consequências nefastas e só vem demonstrar a incompetência da administração da SAD, uma vez que ignora completamente o ponto 3) do artigo 69 do Regulamento Disciplinar da Liga Portugal: “Abandono das competições. 3. Se a desistência se verificar depois de iniciada a competição, os clubes serão punidos com as sanções de desclassificação na prova e de exclusão das competições profissionais por período a fixar entre o mínimo de seis e o máximo de 10 épocas desportivas e, acessoriamente, com a sanção de multa a fixar entre o mínimo de 750 UC e o máximo de 1.500 UC”.
  5. Acredita no profissionalismo dos atletas – privados dos seus salários e condições de trabalho há meses -, colocado em causa nas entrelinhas da nota enviada à imprensa por parte da SAD.
  6. Se sente envergonhado com a gestão completamente danosa e amadora praticada por esta sociedade anónima desde há meses a esta parte, com a conivência da anterior direção do CD Aves – que assistiu de forma passiva ao arrastar desta situação extrema -, desrespeitando a história e os valores do clube com quase 90 anos de história.
  7. Se prontifica a assumir todas as despesas de deslocação e alojamento para que a equipa profissional de futebol tenha condições de marcar presença no jogo da 34ª e última jornada da Liga NOS, em Portimão, e possa representar com brio e profissionalismo o nosso emblema, salvaguardando a verdade desportiva e defendendo o futebol português.
  8. Condena veementemente a posição intransigente da SAD, que apresenta exigências inviáveis, o que torna impossível a chegada a um consenso, apesar de todos os esforços da direção do clube.

A Direção do Clube Desportivo das Aves.

Main Sponsor





Official Partners