Aflalo: “Defender o penálti foi uma prenda”

Aflalo defendeu uma grande penalidade contra o V. Setúbal que contribuiu para que o CD Aves pudesse somar três pontos na última jornada. Nesse mesmo dia, o brasileiro festejou 24 anos e viveu sensações muito especiais, que confidenciou hoje.

Como se sentiu ao defender uma grande penalidade tão importante, ainda por cima em dia de aniversário?

Defender o penálti foi uma prenda para o clube e para os adeptos. Mas fazer a coisa que mais amo na vida não tem preço e poder ter jogado num dia de aniversário é o realizar de um sonho de criança.

Teve um significado especial?

Teve. Esta vitória é dedicada à minha mulher, porque no dia do meu aniversário descobrimos também que vamos ter uma menina, a Maria Clara. Não podíamos estar mais felizes.

Acabou como uma das figuras do jogo…

Não podia pedir mais nada, depois de ter sido apontado como homem do jogo por vários jornais, porque é muito gratificante poder jogar e ver o nosso trabalho reconhecido. É a realização completa para um profissional.

Apesar da vitória, nada apaga o facto da equipa ter descido…

Sabemos que atravessamos a fase mais difícil do clube, mas temos de ser homens e abraçar o símbolo do Aves. Todos nós reconhecemos a dimensão deste clube e respeitamos os adeptos.

Ainda consegue arranjar motivação?

Quando o Aflalo não entrar em campo com vontade, berrando, incentivando, motivando e provocando os seus companheiros para manter a concentração de todos lá em cima, nesse dia para de jogar à bola.

Main Sponsor





Official Partners